quarta-feira, 20 de novembro de 2013

China e Brasil - Passado e Presente

Uma foto exemplar

Da mesma forma que no século vinte tudo passava pelos Estados Unidos, do final do mesmo século vinte e o início do século vinte e um, tudo passa pela China.

Da mesma forma que no primeiro milênio a Rota da China definiu fronteiras e batalhas, depois a China teve seu país ocupado pela Inglaterra, destruindo seu poderio econômico e transformando-o em chacota internacional, os chineses, sob influência de Confúcio, Mao e Deng Xiaoping, libertaram-se da dominação estrangeira, souberam superar a crise do comunismo soviético e transformar a China no país mais importante deste início de terceiro milênio.

Quem conhece a China?

Pouquíssimas pessoas no Brasil e no Mundo, podem se dizer "especialistas em China". Poucos países podem "imitar" o modelo chinês. Suas peculiaridades são excepcionais, precisam ser conhecidas, mas não copiadas. Podem, se houver bom senso, serem adaptadas.

Nos últimos dias a imprensa tem publicado longos estudos sobre
a China e sua proposta de novas mudanças.
A Folha fez um caderno especial sobre a China e, numa página inteira deu como manchete...
"lenta, gradual e segura".

Para quem é jovem e não se lembra do sentido da frase, é bom lembrar que esta frase foi usada pelo General Geisel, como presidente da ditadura militar brasileira, para justificar a "Abertura" para a democracia. Pinochet no Chile e os militares brasileiros, além dos empresários e juristas, já trocaram estratégias, como a Condor - que prendia e matava os oposicionistas.

O caderno publicado pela Folha, além de um amplo estudo publicado pelo jornal Valor, são interessantes, mas o quê mais chamou minha atenção foi uma foto grande, de um casal de idosos, em um triciclo nas ruas de Pequim. Ao fundo da foto há um carro de luxo com um chinês, novo rico, à janela. Mas, os milhões e milhões de chineses ainda usam mais triciclos e bicicletas do que automóveis de luxo, como transporte individual. A rede de transporte coletivo, no entanto, é uma das grandes conquistas do povo, principalmente o trem rápido.

Vejam o simbolismo da foto:


Esta foto foi publicada na Folha do dia 09/11/2013 e o autor é Petar Kujundzic - 17/10/13/Reuters

Uma civilização de dez mil anos de experiências positivas e negativas,
com muitas histórias para nos contar.
A China já é uma grande parceira do Brasil.

Eu, como vim do interior da Bahia para São Paulo, sei o que significa melhorar de vida e ver este benefício ser ampliado para a quase totalidade de um povo ou país.
Na década de sessenta, nossa cidade ainda não tinha água encanada, luz elétrica e muitas outras coisas básicas como fogão à gás e chuveiro. De lá para cá muita coisa mudou.
Nos últimos anos, vinte milhões de brasileiros encontraram emprego formal e mais vinte milhões saíram da linha de pobreza. O brasileiro passou a ter orgulho do seu país.

O Brasil mudou, a China mudou mais ainda,
mas ainda precisamos de muito mais mudanças.
Para a frente é que se anda.
Sem medo de ser Feliz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário