quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Pão de Açúcar cresce 70%

O Brasil continua uma mina de ouro

O grupo francês Casino, novo proprietário do Pão de Açúcar comprovou o quê todo mundo sabia: O Brasil continua uma mina de ouro!

Vejam esta materia do Valor de hoje:

Lucro trimestral do Grupo Pão de Açúcar cresce 70%

Valor – 17/10/2013
Por De São Paulo

Maior rede de varejo do país, o Grupo Pão de Açúcar (GPA) registrou alta de 70% no lucro líquido no terceiro trimestre do ano, em relação ao mesmo período de 2012, com a soma atingindo R$ 357 milhões.

O resultado superou a média das expectativas dos analistas consultados pelo Valor PRO, serviço de informações em tempo real do Valor. A margem líquida - fração das vendas transformada em lucro - cresceu de 1,7% para 2,5%, segundo material de resultados publicado na noite de ontem.

O indicador que mede a proporção das despesas com vendas, gerais e administrativas em relação à receita líquida do GPA caiu de 19,8% de julho a setembro de 2012 para 19,2% neste ano. A queda nesse indicador tem sido uma busca da empresa ao longo deste ano. A receita líquida consolidada subiu 15,8%, para R$ 14 bilhões.
Os resultados da Via Varejo, focada no comércio de bens duráveis, ajudaram a puxar os números do grupo, com alta de 166% no lucro líquido, para R$ 181 milhões. A Via Varejo foi formada da união de Casas Bahia e Ponto Frio.

A operação do GPA Alimentar teve lucro líquido de R$ 176 milhões de julho a setembro, expansão de 29% em relação ao ano passado. Nesse segmento, a empresa informa que continua mantendo a postura agressiva em preços, com ganhos de margem e redução de despesas operacionais.

"Temos feito investimentos em competitividade de preços para incrementar o tráfego nas lojas e ganhar participação de mercado. Essa estratégia deverá permanecer ao longo dos próximos períodos". A margem líquida desse negócio subiu de 2% para 2,3%.

Em relação a Via Varejo, a empresa informa que houve aceleração no crescimento de vendas, "resultado do desempenho das lojas de Casas Bahia, Ponto Frio e do e-commerce, todos com forte crescimento e sinalização de ganho de participação no período".

Foram abertas 31 lojas em 12 meses e, no varejo, aberturas de pontos ajudam a puxar o volume total vendido. "O e-commerce também contribuiu de forma significativa para o crescimento das vendas, registrando maior fluxo de clientes em seus websites e maior taxa de conversão", informa o relatório.

O lucro líquido registrado pelo GPA, de R$ 357 milhões e alta de 70%, superou a previsão de três das quatro casas de análise ouvidas pelo Valor PRO, como BofA, Safra e J.P.Morgan. (AM/Colaboraram Natalia Viri e Marina Falcão).

Nenhum comentário:

Postar um comentário