quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Itaú - Imprensa esconde o lucro

Fazendo o jogo do patrão

Lucro não é usura. Ter um grande lucro, ou mesmo um lucro enorme deveria ser motivo de muita comemoração. Curiosamente, mesmo a imprensa tendo destacado os resultados trimestrais do Bradesco e do Santander, quando chegou a vez do resultado do Itaú, a imprensa amarelou...

Ontem saiu uma nota pequena no site do jornal Valor. O lucro foi o maior da história dos bancos no Brasil. Publiquei o resultado neste blog e deixei para dar mais detalhes quando os jornais publicassem as análises hoje.

Curiosamente não vi nada na capa da Folha e também do Estadão.
Quando fui olhar nos cadernos de Economia e Negócios, as matérias eram sobre Sistema Financeiro, Bancos e Greve dos Bancários. Isto é, matérias pautadas pelos bancos. O Itaú é mesmo poderoso!

Vejam a manchete da Folha , na página B4, do Caderno Mercado:

"Banco privado evita risco e preserva lucro"

A linha abaixo diz o seguinte, em letras pequenas: "Itaú lucra R$4,02 no terceiro trimestre, auxiliado por crédito imobiliário, consignado e para grandes empresas"

Só isto? O tamanho do lucro não diz nada, Folha de São Paulo?

Depois vem outro título:
Greve bancária reduziu crédito ao consumidor.

Que vergonha! Defendendo os patrões banqueiros!

Já o Estadão, que se diz "muito mais jornal", não fica atrás da Folha.
Dá capa do caderno de Economia & Negócios...

Manchete: "Grandes bancos trocam crédito mais arriscado por consignado e imobiliário"

Segunda matéria da capa do caderno de economia: "Greve dos bancários leva clientes a pagar mais por empréstimo"

Que vexame! Devem ter copiado o release enviado pela Fenaban!

Lá no rodapé da capa do Caderno de Economia do Estadão vem uma chamadinha em negrito:

"Itaú tem lucro recorde no terceiro trimestre - Pág. B3"

E na página B3, precisamos fazer justiça, a matéria do Estadão está melhor do que a Folha.

Ainda não olhei o jornal Valor.
Vou fazer mais tarde e dependendo da matéria farei um novo texto para o blog.

Estas coisas da nossa imprensa e mesmo dos bancos sempre me deixaram intrigado. O que faz mais mal à liberdade de informação, é o mercantilismo da nossa imprensa ou é a capacidade corruptora dos grandes bancos e empresas?
O leitor pode dizer: os dois.

Como dizia um professor brilhante:
"O poder não corrompe,o poder revela".

Esta é a doença brasileira:
A corrupção é parte da nossa cultura e da nossa história.

Por isto que, apesar de o Itaú e a imprensa esconderem o maravilhoso lucro do Itaú, eu adoro quando vou acessar minha conta e vejo com grande destaque a propaganda estimulando os adultos lerem para as crianças.

Só uma grande revolução no conteúdo da Educação Nacional transformará o Brasil numa grande Nação.
O brasileiro, rico ou pobre, gaúcho ou baiano, negro ou branco, ainda tem pouco espírito de Cidadania.

Não sei se o Itaú faz a propaganda e a campanha educativa por Espírito Cidadão ou por desencargo de consciência, mas eu acho que, em termos de propaganda, o Itaú ainda é o melhor do Brasil. Mesmo quando "compra" a imprensa...

Se eu fosse o governo, contrataria a agencia de propaganda que trabalha para o Itaú.
Tudo seria maravilhoso, o crédito seria consciente, o pessoal do Itaú pararia de falar mal do governo e construiríamos um país mais moderno e internacional.

Como eu disse ontem:
Nunca na História deste país os bancos ganharam tanto dinheiro.
Mesmo quando o presidente é um operário que fez o melhor governo
da nossa história e quando temos a primeira mulher presidente do Brasil.

Faz parte do processo de aprendizagem democrática.
Todos estamos aprendendo com as nossas contradições e diversidades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário