sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Disputa eleitoral e Pesquisas

O Povo e a Imprensa

A Imprensa deve achar que o "povo brasileiro não lê, não ouve e não vê",
como dizia o slogan de uma livraria antiga em São Paulo, na época da ditadura militar.

Com o noticiário falando mal de Dilma, do PT, da economia, da violência e de tudo mais durante 24 horas por dia, como é que se explica que, nas pesquisas, o povo ainda prefere Dilma e o PT à oposição?

Como é que FHC e todos seus sociólogos explicam isto?
"Alguma coisa está fora da ordem", já dizia o velho Caetano.

Como a última pesquisa é do IBOPE com o ESTADÃO,
vou pegar algumas notícias do Estadão:

Manchete principal do jornal:

Dilma venceria Campos e Aécio no primeiro turno, diz Ibope.

Linha abaixo do título:

Com Marina no lugar do governador de Pernambuco (?), porém, oposição TERIA mais chance de ir para segundo turno.
(Nota do Blog: o governador de Pernambuco não tem nome? O candidato é Pernambuco ou Eduardo Campos?)

Chamada em negrito:

Improvável não é impossível"
O ex-governador José Serra (PSDB) admitiu ontem, em Salvador, que "gostaria" de ser presidente da República.
Ao ser questionado sobre a definição do candidato tucano em 2014, ele observou que "o improvável não é impossível".

O melhor é a introdução da matéria principal:

"Pesquisa Ibope realizada em parceria com o Estado mostra que, se as eleições fossem hoje...

Dilma Rousseff (PT) VENCERIA COM FACILIDADE,

E NO PRIMEIRO TURNO, seus prováveis adversários.

Observações do Blog:

Com Marina Silva no lugar de Campos, porém, a oposição reforçaria AS CHANCES de levar a disputa para o segundo turno.
Em uma eventual segunda rodada, porém, DILMA VENCERIA COM FOLGA Marina, Campos, Aécio e José Serra (PSDB).

Pronto! Não precisa dizer mais nada.

O governador de Pernambuco, que depois aparece na reportagem como Campos, deve ser substituído por Marina para que PORÉM, TODAVIA, EVENTUALMENTE, a oposição tenha alguma chance de ir para o segundo turno e, DENTRO DO POSSÍVEL, ter alguma chance de ser competitivo.

O detalhe é o seguinte:

Se o Povo não é capaz de entender as orientações da Oposição e da Imprensa, é preciso TROCAR O POVO.
Isto é, como o povo "não sabe votar". Portanto, tira-se o direito de o povo votar. Pronto! Assim a oposição tem chance real de voltar a ser presidente do Brasil.
Como fizeram em Honduras, no Paraguai,no Iraque, e mais atrás, no Brasil, no Chile, na Argentina, etc.
Tudo em nome de o povo não saber escolher seus representantes...

O Estadão, quando quer, consegue ser muito mais objetivo que a Folha.
O Estadão não gosta de ficar dissimulando, tergiversando, misturando versões com fatos. O Estadão vai direto ao assunto."É muito mais jornal!"

Por isto que eu leio diariamente o Estadão, a Folha, o Valor e dou umas olhadas no Globo.
Cada um tem uma forma especial de "traduzir os assuntos", principalmente se forem políticos partidários e contra o PT.

Ainda bem que "a voz do povo ainda é a voz de Deus"
e Deus não gosta que o proíbam de escolher seus representantes.

Que venha 2014!
Dá-lhe Dilma!

Um comentário:

  1. Isso antes desse programa sensacional do PT na TV, que não agride ninguém, apenas apresenta o bolsa família e o Mais Médicos. E aqui em SP, vamos Padilhar.

    ResponderExcluir