terça-feira, 22 de outubro de 2013

Dilma, o Leilão do Pré-sal e Felipão

O herói (ou heroína) nacional

Ao olhar para os jornais e TVs de ontem para hoje, fiquei com a sensação de que a "oposição" estava confusa, sem saber o quê dizer com o resultado do Leilão do Pré-Sal. Como diz o ditado popular: Ficaram com a brocha na mão...

Quanto mais eu lia os jornais, via as informações e os números, mais me convencia que a grande vencedora do leilão foi Dilma! A presidenta foi à televisão dizer que o Brasil ganhou, vamos ter mais dinheiro para saúde e educação, o petróleo e o pré-sal continuam sob o controle do Brasil e da Petrobras e ainda dizia mais: Partilha não é Privatização! É economia de mercado sob controle da Sociedade e do Estado.

Jânio de Freitas fez uma boa matéria (se eu soubesse como eu colocaria o tal de "leia aqui", mas não sei fazer isto, então recomendo a leitura na Folha de hoje. O título é "Sem coluna do meio".

É importante destacar a campanha que os petroleiros e os movimentos sociais fizeram contra o leilão. Realmente, do ponto de vista estratégico e de longo prazo, os petroleiros e os sindicalistas estão certo. Mas o futuro só existe como resultado do presente...

E o presente é agora. Já pensou se Dilma não faz o leilão e depois perde a eleição para os neoliberais tucanos e neossocialistas? eles entregam tudo para os americanos e nós ficamos chupando dedo...

Precisamos aprender a levar em consideração a intuição de Lula.
Perguntei a uma grande liderança sindical o quê Lula achava do leilão e recebi a resposta de que Lula achava importante que acontecesse o leilão nos moldes que foi feito. Respondi ao sindicalista que, as vezes, mesmo a gente estando certo, precisávamos levar em consideração a opinião de Lula. Por várias vezes ele provou que, mesmo errando, acertava.

Voltando ao noticiário de jornais, rádio e TV, quanto mais eu pesquiso mais eu me convenço que Dilma foi a grande vencedora.

E, ao olhar as fotos da presidenta, fico comparando com as fotos e entrevistas de Felipão, nosso maior técnico de futebol, gaúcho birrento, teimoso e vencedor. Toda vez que nosso futebol está decadente, chamam Felipão para recuperar a dignidade nacional.

Todo mundo fala que Dilma é durona, teimosa, gosta de dar dura nas pessoas, mesmo na frente de outras pessoas, que não ouve quando não concorda, etc e tal. Mas, apesar de todo mundo achar defeitos na mulher, ela continua tocando o barco, o Brasil vai sobrevivendo às tormentas da economia internacional, o governo vai enfrentando a oposição da imprensa, dos parlamentares e dos especuladores, e mesmo assim, a inflação continua sobre controle, o PIB continua crescendo, mesmo como pibinho e a oposição fica parecendo aquela história de que oposição é para fazer oposição e governo é para governar.

Dilma governa.
Goste ou não goste, Dilma governa.
Dilma, no governo, é a nossa Felipão.

O Brasil precisa de gente que faça.
Já temos palpiteiros e oportunista de sobra...

Nenhum comentário:

Postar um comentário