domingo, 15 de setembro de 2013

Corinthians: Tite perdeu a motivação ou o apoio?

Há algo grave no Corinthians

Quando saiu nos jornais que Muricy era uma das opções para o Corinthians caso Tite não renovasse o contrato,eu pensei:

- Ou Tite está para sair,
ou está descontente com alguma coisa,
ou está fazendo corpo mole para valorizar a renovação.

O quê ninguém pode admitir é o time com a qualidade que tem,
com os salários que paga, de repente,
ver o São Paulo se recuperar e
o Corinthians virar o “São Paulo da vez”.

A diretoria do Corinthians não pode vacilar,
tem que agir rápido. Vamos descobrir “quem morreu”.

Onde está o Amarildo corinthiano?

Vejam esta matéria da UOL.
Paulo André relata clima em vestiário após derrota:

"Parece que morreu alguém"


Guilherme Palenzuela
Do UOL, em São Paulo – 15/09/2013

O zagueiro Paulo André, do Corinthians, relatou à imprensa o clima no vestiário da equipe após a derrota para o Goiás, por 2 a 1, no Pacaembu, neste domingo. O revés é o quarto tropeço seguido do Corinthians no Brasileirão, e afastou o clube do topo da tabela.

"Ninguém falou nada no vestiário. Parece que morreu alguém. Vamos retomar, amanhã (segunda) já tem treino. Buscar o mais rápido possível passar dessa fase para animar torcida e o grupo. Tem muito jogo, Copa do Brasil... Temos de voltar ao G-4. Machuca, estamos tentando e os gols não saem", contou o zagueiro.

Com a derrota, o Corinthians manteve os 30 pontos
e começa a ser perseguido pelos oponentes
que ocupam posições intermediárias na tabela.

Durante o jogo, Paulo André foi sacado por Tite no segundo tempo e deu lugar a Emerson Sheik. O defensor reclamou de dores, mas explicou que a alteração do treinador foi plenamente tática.

"Saí por opção mais tática do que física. Tomei uma porrada no primeiro tempo, está doendo. Sheik entrou, empatamos, mas saiu o gol no fim", acrescentou.

O diretor-adjunto de futebol do Corinthians, Duílio Monteiro Alves, pediu calma às críticas da torcida e admitiu a má fase do time. O dirigente pede cautela antes da partida contra a Ponte Preta, no Moisés Lucarelli, na próxima rodada.

"Não é um bom momento, sabemos disso, mas precisamos ter tranquilidade e trabalhar bastante pois quarta-feira já tem outro jogo difícil, em Campinas, e temos de trabalhar para os resultados aparecerem.

É um mau momento do grupo todo.
Calma, trabalho e buscar a vitória",
disse o diretor-adjunto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário