sexta-feira, 2 de agosto de 2013

ABN AMRO volta ao Brasil

Superando erros acumulados…

Com a crise dos sistema financeiro internacional, começado nos Estados Unidos, o ABN AMRO foi atingido em cheio e assim cometeu uma série de erros. Foi vendido, fatiado e agora está sendo reconstruído.

Este nome esquisito de banco é o nome de um banco holandês, que foi a fusão de dois outros bancos holandeses, que no Brasil um deles tinha o nome de Banco Holandês Unidos – BHU, que por acaso foi o banco onde eu abri minha primeira conta bancária em 1970. Era um ótimo banco que financiava exportações e importações.

Depois comprou o Banco Real, que era um dos melhores bancos no Brasil, mas que com a crise o ABN AMRO foi vendido e, lamentavelmente, no Brasil, o Real ficou com o Santander, dai resultando que perdemos dois bons bancos – o Banespa e o Real – e ficamos com um banco ruim – o Santander.

Ainda vivendo sobre o efeito da crise do sistema financeiro internacional,
o ABN AMRO volta modestamente ao Brasil,
local que jamais deveria ter saído.

Aqui é o Eldorado dos bancos e dos especuladores financeiros…

Leiam esta boa notícia do jornal Valor.

Banco ABN AMRO está de volta ao Brasil

Valor - Por Karin Sato | De São Paulo – 02/08/2013

O banco holandês ABN AMRO completou a compra das operações do CR2, pequeno banco comercial com sede no Rio de Janeiro, anunciada em outubro do ano passado e autorizada pelo Banco Central há cerca de um mês.

Na quarta-feira, o ABN finalizou a aquisição das ações do CR2. O diretor-executivo responsável pelo ABN no Brasil, Rick Torken, explica que o plano é fornecer crédito a médias e grandes empresas, com faturamento anual superior a R$ 300 milhões, dos setores de energia, logística e commodities.

"Para quem se interessa por esses segmentos, a presença no Brasil é imprescindível", diz Torken, que é holandês, mas já trabalhou no Brasil, com passagem pela filial do grupo holandês ING.

Ao planejar retornar ao país, a intenção foi adquirir um banco pequeno, evitando a morosidade da montagem de sistemas e o processo de obtenção de licença junto ao BC para abrir um novo banco. O CR2 se inseriu na estratégia por ser um banco enxuto, com presença no Rio de Janeiro e em São Paulo, que são centros importantes de negócios, diz Torken.

Os principais executivos do CR2 deixarão o banco, já que o ABN contratou uma nova equipe para liderar a expansão da instituição no Brasil. A integração entre os bancos deve ser completada ainda neste ano.
Em 2012, o CR2 teve um prejuízo de cerca de R$ 2,4 milhões. Torken diz que ampliará o capital do banco a um nível suficiente para que esse quadro seja revertido. No entanto, ele não quis especificar valores, limitando-se a dizer que um aumento de capital será divulgado nos próximos dias.

O ABN AMRO deixou o Brasil em 2007,
após vender seus ativos no país ao Santander.

Mas Torken afirma que o banco holandês nunca quis deixar o Brasil, onde estava desde 1916.
A operação do ABN por aqui limitou-se a financiar o comércio exterior até 1963, quando comprou 50% da financeira Aymoré, arrematando os 50% restantes em 1970.

Em 1998, fez sua maior aquisição, ao comprar o Banco Real por US$ 2 bilhões. Depois disso, comprou os bancos estaduais de Pernambuco (Bandepe) e da Paraíba (Paraiban) e o Sudameris.

Em outubro 2007, o ABN AMRO na Holanda foi adquirido
por um consórcio formado pelo espanhol Santander, o britânico Royal Bank of Scotland e o belga-holandês Fortis.
Coube ao Santander ficar com o ABN AMRO Real no Brasil.

3 comentários:

  1. que seja bem vindo e deveria se juntar ao Dr Aloisio Farias e comprarem juntos a Marca Banco Real, deixando os clientes antigos novamentes satisfeitos

    pois esse Santander destruiu o melhor banco brasileiro e com sua arrogancia estao se auto destruindo

    ninguem suporta esse banco

    sao penta campeao em reclamacao no BC


    o banco Rural acabou de ser liquidado ontem, nao custaria o banco central olhar pro Santander com outros olhos

    a coisa ta feia por la


    se dizem capitalizados e com melhor posicao de capital dentre os bancos nacionais


    mas sim a custa daquele falingerado IPO que vendeu suas acoes 23,50 sendo que hoje nao passa de 13 reais , o objetivo era crescer no Brasil e inaugurar 600 novas agencias


    pergunto. cade A Cvm e o bco central que nao cobram o objetivo do prospecto dessa abertura de capital?

    todos foram enganados aqui como ja fazem por la, basta ver as açoes na justiça espanhola de venda de açoes de forma indevida e conjugads com derivativos, ocasionando perdas irreparaveis aos que colocarm dinheiro nesse banco

    aqui nao crescem e estao longe da efeciencia dos demais bancos e apresentam um resultado societario de 1Bi contra 7 Bi do Itau e quse 6 do Bradesco


    mostram e querem se comparar aos melhores e nao vao ser nunca


    banco central aprofunde suas analises, pois voces levaram 8 anos para liquidat o Bco Rural o escandoloso parceiro do mensalao

    agora vao levar qto tempo para o Santander??


    mais um dado


    o resultado local e global desse banco no segundo trimestre foi de 1Bi de euros, esqueceram de falar da receita da venda da carteira de ativos aos fundos americanos que renderam 700milhoes de euros e 90% desse valor está ligado aos ativos no Brasil , ou seja tirem do resultado esses 700, sobram apenas 300mm de euros para um banco global no trimestre

    esse resultado extraordinario e nao recorrente, aqui no Brasil seria e levaria o banco a prejuizo no trimestre

    o lucro no trimestre foi de apenas 500 mm de reais, tirem esses (630MM de euros, 90% dos 700mm) do resultado nacional

    qto seria o lucro aqui no Brasil?? em banco central, nao está vendo porque?


    Bradesco compre logo e negocie bem o preço eles estao nas suas maos agora

    ResponderExcluir
  2. Mais um dado, sexta feira recebemos um comunicado do presidente cobrando melhor atendimento por parte dos gerente e termina o comunicado dizendo: Temos tecnologia, capacidade humana e capital. É PIADA! Tecnologia ... este é o banco mais burocrático o mundo , todos os processos são ridículos e o suporte que temos e um atendente Virtual !!! Capacidade humana.. todas as agencias estão com falta de funcionários e ao indagarmos a diretoria a resposta que temos é que estamos dando prejuízo e por isso não tem reposição , pergunto ..se com quadro completo não rodava imagina sem funcionários..e a cobrança estúpida e burra continua... um dia e seguro outro dia e capitalização , ou seja estamos sem RUMO !!! e com relação estamos capitalizados graça ao venda da gestora de ativos, por que senão daríamos prejuízo nesse 2 TRI. Que veja o BRADESCO para nos salvar !!! Pedro Coutinho o senhor é o GRANDE CULPADO. sua arrogância e oportunismos destruiu o banco.

    ResponderExcluir
  3. Concordo com vc pois estou passando na pele a mesma situação :(

    ResponderExcluir