sexta-feira, 26 de julho de 2013

Jornais Valor, Folha e Estadão amarelaram?

Imprensa Independente?

Nota do Blog:

Fiz a mensagem original como: "Jornal Valor amarelou?", porque tinha visto a propaganda somente no Valor. Embora eu tivesse lido a Folha e o Estadão em casa, na correria, não vi a propaganda também na capa de ambos.

Quando voltei do almoço fui pegar os jornais para ler as matérias sobre o resultado financeiro do Grupo Casino/Pão de Açúcar e vi as propagandas, fiquei mais assustado ainda.

A Folha de São Paulo aceitou abrir mão de metade da capa para botar propaganda de uma empresa estatal, administrada pelo Governo Dilma e pelo PT? Quanto a Folha cobrou pela propaganda? Realmente a Folha está precisando de dinheiro. É a única forma de entender a propaganda.

Já o Estadão colocou a propaganda como um quarto da capa. Foi o jornal que não deu espaço ou foi o Banco que não pediu? Eu sei que o Estadão está precisando mais de dinheiro do que a Folha.

Agora continuem com o texto apresentado pela manhã:

O melhor jornal do Brasil atual é o Valor Econômico, de propriedade da Folha de São Paulo e da Rede Globo. Duas instituições que fazem oposição ostensiva ao governo Dilma e ao PT.

Sou leitor diário da Folha, do Valor e do Estadão, além de esporadicamente ler O Globo, El País, entre outros. Mas hoje, ao chegar ao trabalho, como sempre peguei o Valor para ler. Mas achei que tinha escolhido o jornal errado.

Para minha surpresa METADE DA CAPA do Valor, na parte inferior,

tem uma propaganda do Banco do Brasil,

falando sobre DIA DOS PAIS!!!!

Talvez a intenção do Banco do Brasil tenha sido divulgar que
“para lojistas os recebíveis têm uma taxa promocional de 1,1% ao mês.”

Será que foi só isto?
Será que o “custo benefício compense”?
Quanto será que custou o anúncio?

Por que será que a Editoria do Valor abriu mão de metade da capa para fazer propaganda do Banco do Brasil, um banco estatal, de um governo petista? Será que estão precisando de dinheiro? Será que o preço compensou?

Ao abrir o site do jornal, aparece somente a parte superior da capa,
a parte inferior aparece somente parte da frase “Dia dos Pais”.

Será que o Valor, a Folha e a Rede Globo estão precisando de dinheiro?

Eu prefiro que o Brasil tenha Direitas e Esquerdas assumidas e ideológicas”.

Direita fisiológica nós já tivemos com o Integralismo e mais recentemente com o PFL (atual DEM) e parte do PPS. Mas a direita neoliberal tucana não é fisiológica, é pragmática e intelectual...

Ainda bem que na capa do Valor de hoje,
bem acima da propaganda do Banco do Brasil,

tem uma foto de Leonardo Boff e o título:
A TEOLOGIA DA ESPERANÇA.


Eu ainda não perdi a esperança na Democracia, na pluralidade e na liberdade de expressão.
Afinal, Democracia não se aprende somente na escola e nos livros,
é antes de tudo, fundamental praticá-la sempre...

Com Fé, Esperança e Amor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário