terça-feira, 16 de julho de 2013

E quando chegarmos aos 90 anos?

E se não tivermos saúde?

Em breve o Brasil terá 40 milhões de pessoas com mais de 60 anos.
Também muito em breve a China terá 300 milhões de pessoas com mais de 60 anos.

Quem cuidará de tantos velhos?
Onde e como eles viverão?
Os jovens ainda não pensaram nisto.

Muitos acham que nunca chegarão aos 90 anos.
Mas, cada vez mais pessoas, chegarão aos 90 e até aos 100 anos de vida.

Como o tempo passa muito rápido, as famílias terão poucos filhos e estes não terão condições de manter seus pais e avós morando com eles. O corre-corre da vida não sobrará tempo para dar atenção aos velhos e aos doentes. Já pensaram nisto?

Ou as sociedades, através do Estado, dos Fundos de Previdência, das Caixas de Assistência Médica, das Associações Fraternas planejam como cuidar, acolher, dar atenção, lazer e atividades lúdicas para os idosos, ou teremos tragédias individuais e coletivas em toda parte do mundo. Se for em outra cidade ou outro país, as pessoas não sentirão tanto, mas, quando forem os próprios parentes ou as próprias pessoas, como reagirão?

Precisei mudar os planos e ir visitar meus pais,
lá em Serrinha, no interior da Bahia.

Meu pai, que sempre foi um sergipano forte, inteligente e trabalhador,
agora precisa da ajuda de outras pessoas para trocar de roupa,
levantar-se e fazer outras coisas.

São quase 90 anos de vida,
tem uma boa aposentadoria do serviço público federal,
convênio médico do Banco do Brasil,
filha médica que mora na cidade vizinha,
profissionais que ajudam na residência
e filhos que podem ajudar com frequência.



Meu pai, com 89, minha mãe, com 90,
e eu, que vou fazer 60 anos. Todos velhos...


E se nossos pais não tivessem tudo isto,
como estariam vivendo?

Já com a vida avançada, gosta de ficar com a esposa,
receber os filhos,
ver o homem subir no coqueiro para tirar cocos...



e olhar as galinhas caipiras comendo no quintal.



É claro que, mesmo com todas as dificuldades, tem orgulho da vida.

É um vencedor!
Teve sete filhos, todos fizeram faculdade e estão realizados profissionalmente.
Já tem netos e bisnetos.
Viu seu país deixar de ser uma fazenda precária para ser uma grande nação.

Os jovens precisam pensar que, seus pais e avós de hoje,
podem ser o retrato do futuro que muitos terão ou deixarão de ter.

Deus dá a vida, mas não dá tudo,
é preciso que a coletividade cuide da natureza e da vida de cada um.
E na Terra, não existe o “salve-se quem puder”.
Ou a humanidade é solidária ou ela não sobreviverá...

2 comentários:

  1. Show de bola Gilmar! Muito legal mesmo. Abs fraterno.

    ResponderExcluir
  2. Muito legal. Curte bem os velhos...

    ResponderExcluir