sábado, 20 de abril de 2013

Violência em São Paulo é epidêmica

Os bandidos perderam o medo da polícia.

Ninguém quer ver sua filha e seu neto ameaçados por bandidos armados e atirando por qualquer motivo. Ninguém quer ter um filho de apenas 19 anos assassinado na porta da casa por outro jovem drogado. Ninguém quer ter sua filha sequestrada e assassinada. Ninguém quer ter seu prédio sofrendo “arrastão”. Ninguém quer ir num restaurante japonês e ver chegar quadrilhas de jovens roubando tudo e todos.

Tudo isto vem acontecendo semanalmente em São Paulo.

Um estado rico como São Paulo
chegar ao ponto em que o vice-governador declara que
a violência é epidêmica é porque perdemos o controle da situação.

Tudo indica que OS BANDIDOS PERDERAM O MEDO DA POLÍCIA.


Vejam a matéria de hoje da Folha.

Vice de Alckmin diz que violência é 'epidêmica'
após filha sofrer ataque

Folha - 20/04/2013 - 03h10

A filha do vice-governador de São Paulo, Guilherme Afif Domingos (PSD), foi alvo de um ataque ontem ao tentar escapar de um assalto no Morumbi, zona oeste da capital paulista. Seu carro blindado foi atingido por dois tiros.

Após o assalto, o vice-governador afirmou que o Estado vive uma "epidemia de insegurança". Afirmou que ele e "pessoas próximas" já foram alvo de criminosos.

O secretário de Estado da Segurança Pública, Fernando Grella Viera, declarou neste mês que se sentia seguro na cidade de São Paulo.

Maria Cecília Domingos Sayoun, 33, levava o filho de dois anos para a escola,
por volta das 7h40, quando foi abordada por dois homens.


Segundo seu depoimento, um dos criminosos entrou na frente do veículo, enquanto o outro, ao lado do carro, anunciou o assalto. Os dois portavam revólveres.

A abordagem ocorreu no cruzamento da rua Dr. Flávio Américo Maurano com a Dr. Getúlio de Paula Santos,
a cerca de 1 km da entrada do Palácio dos Bandeirantes,
sede do governo estadual e próximo de uma ladeira conhecida como reduto de crimes.

Segundo o depoimento da vítima, quando notou que o criminoso saiu da frente do carro, ela acelerou o jipe Land Rover e fugiu do local. Os assaltantes atiraram e dois disparos atingiram o veículo --um no capô e outro no para-brisa, na altura da cabeça da motorista. Nenhuma bala atravessou a blindagem.

Após a tentativa de assalto, ela voltou para sua casa, também no Morumbi, e depois foi com o marido registrar um boletim de ocorrência no 89º DP (Jardim Taboão). O carro passou por perícia no local e foi liberado.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública, a vítima foi orientada a ir a outra delegacia para tentar reconhecer os criminosos por meio do banco de fotos da polícia.

Até a conclusão desta edição, ninguém foi preso.

ROUBO DE CARROS

A região onde ocorreu o crime vive um aumento nos assaltos. Em janeiro e fevereiro foram registrados 170 casos no 89º DP, aumento de 25% em relação ao mesmo período do ano passado. Considerando somente os roubos de veículos, o crescimento foi de 44%. (ANDRÉ MONTEIRO e DANIELA LIMA)

Nenhum comentário:

Postar um comentário