sábado, 9 de março de 2013

Provocações da Folha

Todos juntos contra o PT

Uma das técnicas modernas que os jornais e demais meios de comunicação usa para passar sua posição política é conseguir alguém que diga aquilo que o jornal quer dizer, mas não quer assumir a responsabilidade diretamente. O ônus é indireto...

Vejam estas preciosidades deste sábado:

“Defendo a tese de que o meu papel é somar as forças que se movam contra o PT”


Em negrito, na página ao lado do painel que é para todos os políticos lerem.

Outra preciosidade:

“Candidatura de Campos (Eduardo Campos do PSB) já encontra apoio entre lideranças do PPS, DEM e até do PSDB”

Mais uma preciosidade do dia:

“Ele (Eduardo Campos) é candidato (em 2014) para ganhar,
é candidato para levar a eleição para segundo turno
e disputar o segundo turno se for o caso.
Ele vai entrar para ganhar”.

Enquanto isto, Aécio procura ajuda dos tucanos paulistas.
Quem sabe consiga a vaga de vice-presidente...

E, como a Folha se diz pluralista, na página dois,
Fernando Rodrigues afirma que o quadro partidário brasileiro “Só vai piorar”.

É isto mesmo que a Folha quer,
ver a coisa piorar até o povo cansar do PT e votar na direita
e o Brasil voltar a ter desemprego, juros altos e concentração de renda.

Mas a vida não é como a Folha gostaria que fosse.

Ainda bem...

Um comentário:

  1. Ainda bem que a vida não é como a Folha gostaria que fosse, Gilmar, caso contrário, não teríamos vivido os dois mandatos do Lula e a eleição da Dilma. Não teríamos visto os rincões do Brasil florescerem. Ainda bem.

    ResponderExcluir