sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

BRF Internacional

O Brasil que dá certo

Veja um dos motivos do porque Abilio Diniz está interessado na BRF. Quem não sabe, esta empresa é a fusão entre a Perdigão e a Sadia, duas gigantes da alimentação brasileira.

A Perdigão estava em crise e a Previ, com o apoio do BNDES, entrou no negócio, salvaram a empresa e, com o tempo, a Perdigão ficou economicamente melhor do que a Sadia, que era a melhor de todas.

Com a crise dos recebíveis, a Sadia perdeu liquidez e foi salva pela proposta de fusão com o controle acionário nas mãos da Previ e outros sócios.

De repente, aparece no noticiário que Abílio está negociando ser presidente da BRF, além de grande acionista. Devagar com a carruagem. Participar da BRF pode, querer ser o controlador, nem pensar....

Precisamos criar mais empresas brasileiras como a BRF, Gerdau, Odebrecht e muitas outras...

Leiam esta matéria do Valor e entenda um pouco mais do jogo...

BRF conclui aquisição de 49% da Federal Foods por US$ 37,1 milhões


Valor – 16/01/2013 às 18h10

SÃO PAULO - A BRF - Brasil Foods concluiu hoje a aquisição de 49% da Federal Foods, distribuidora de alimentos de Abu Dhabi. A companhia desembolsou US$ 37,1 milhões pela aquisição.

Conforme a BRF, a Federal Foods é líder na distribuição de alimentos nos Emirados Árabes Unidos. A companhia detém seis filiais nos Emirados Árabes e uma no Qatar e emprega cerca de 1,3 mil trabalhadores.

A Federal Foods distribui produtos da Sadia na região há 20 anos. Atualmente, os produtos da BRF representam aproximadamente 65% da sua receita da empresa.

A compra da Federal Foods integra o plano de internacionalização da BRF, que está construindo uma fábrica em Abu Dhabi e já anunciou os planos de erguer uma unidade na China.

Nenhum comentário:

Postar um comentário