quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Álcool, Usinas e Terras a venda

O Brasil continua a venda

Reforçando a materia de ontem sobre a desnacionalização da economia brasileira, leiam a materia publicada no jornal Valor de hoje, sobre compra e venda de grandes usinas de álcool.

Por que temos que vender nossas empresas?

Na materia abaixo não aparece se a São Martinho é de empresários brasileiros ou estrangeiros. Quando eu descobri eu divulgo.

São Martinho compra canaviais de usina da Biosev por R$ 199 milhões

Por Fabiana Batista | Valor – 17/12/2012

O grupo sucroalcooleiro São Martinho acertou a compra, por R$ 199,6 milhões, de todos os ativos agrícolas da Usina São Carlos, localizada em Jaboticabal (SP) e controlada pela Biosev, braço sucroalcooleiro da francesa Louis Dreyfus.

Esses ativos foram repassados a uma nova empresa, batizada de Newco, e estão dimensionados em 1,850 milhão de toneladas de cana-de-açúcar. Esse volume passará a ser processado na Usina São Martinho, distante, em média, 30 quilômetros desses canaviais.

O pagamento pelos ativos será feito à vista, com o próprio caixa da companhia, esclarece o presidente da São Martinho, Fábio Venturelli. Ao fim de setembro deste ano, a companhia informava que tinha em seu caixa R$ 711,3 milhões. “Estávamos reforçando nossas reservas para aproveitar esse tipo de oportunidade”, diz Venturelli.

Além dos ativos agrícolas, a transação também envolve a compra pelo grupo São Martinho de um armazém de açúcar com capacidade estática para 40 mil toneladas.
Metade da oferta total de cana da Newco virá de contratos de fornecimento, com tempos de vigência diversos, de dois a seis anos, explica o executivo. Os outros 50% serão de cana própria.

Essa cana será estratégica para otimizar a operação na usina São Martinho, que é a maior usina do grupo, justifica Venturelli. Nas safras 2011/12 e 2012/13, essa unidade processou 6,7 milhões de toneladas e 7,6 milhões de toneladas respectivamente, quando tem condições de atingir moagem de 8,8 milhões de toneladas. “Com essa transação, conseguiremos alcançar a plena capacidade dessa usina, o que significará ganhos operacionais muito bons. Há cana da Newco localizada em um raio de 8 km da usina”, afirma.

O grupo São Martinho e a Biosev também firmaram um contrato válido apenas para a safra que vem, a 2013/14, segundo o qual a São Martinho vai fornecer 1 milhão de toneladas de cana da Newco para atender outras unidades da Biosev.
A cana remanescente, 850 mil toneladas, vai seguir para ser processada na usina São Martinho. “Essa unidade terá muita matéria-prima que ficará em pé para ser processada ano que vem. Portanto, só vamos usar todos os 1,850 milhão de toneladas da Newco em 2014/15”, esclarece.

A conclusão da transação ainda depende de auditoria confirmatória que será feita pela São Martinho e também de aprovação do negócio pelos acionistas preferencialistas da Biosev S.A. Segundo comunicado da São Martinho, as operações industriais da Usina São Carlos serão encerradas e haverá transferência parcial de suas atividades, equipamentos e mão de obra às demais unidades da Biosev.

O CEO da Biosev, Christophe Akli , explicou que, depois da fusão com a Santaelisa Vale, em 2009, havia sobreposição das áreas de originação de cana de açúcar entre as Usinas Santa Elisa e São Carlos.

Assim, a transação com a São Martinho visou racionalizar a cobertura industrial da empresa, diminuindo custos operacionais e focando esforços nas usinas de maior porte. Akli informou ainda que o recurso resultante da venda será usado para acelerar o processo de preenchimento da capacidade total de moagem em outras grandes usinas da Biosev no interior paulista.


http://www.valor.com.br/empresas/2943562/sao-martinho-compra-canaviais-de-usina-da-biosev-por-r-199-milhoes?utm_source=newsletter_tarde&utm_medium=18122012&utm_term=sao+martinho+compra+canaviais+de+usina+da+biosev+por+r+199+milhoes&utm_campaign=informativo&NewsNid=2943274#ixzz2FUy0VhJx

Nenhum comentário:

Postar um comentário