segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Ipês amarelos e falta de chuva

Flores também sofrem com a seca

São Paulo passa por uma seca como há anos não presenciamos. As flores também estão sentindo o impacto da seca. O jasmim de casa, além de demorar a florir, as flores estão menores do que no ano passado. As mariazinhas estão mirradas e com flores pequenas.

Os Ipês amarelos floriram em menor quantidade e as flores estão durando menos tempo.
O ipê do meu vizinho floriu um pouco e já nasceram todas as folhas.
Agora só vai florescer no próximo ano.

O grande pé de ipê amarelo da nossa rua, o mais bonito de São Paulo, está florindo timidamente. Não ficará tão bonito como estava no ano passado.

Neste final de semana, quando fui fazer feira, passei pela Rua Caraçá e vi um pequeno pé de ipê amarelo todo florido, é um dos poucos que floriu bem, mesmo sendo pequeno.

Parei o carro e fui fazer “uma seção de fotos”.
Vejam esta primeira foto, Até parece que o ipê amarelo fez pose:



Nesta outra foto, como sempre, aparecem os postes e os fios para estragarem a beleza das fotos. Coisas de São Paulo. Uma cidade tão rica bem que podia ter todos os fios subterrâneos, preservando a beleza das flores e das casas.



Vejam também que, além das flores do ipê amarelo,
há vários outras plantas, inclusive um pé de mamão.



Mas o ipê amarelo, mesmo com o poste do lado,
sempre é bonito quando está florido.



Além das flores, enquanto eu tirava as fotos, tinha o grato prazer de ouvir o morador da casa tocando violão com qualidade. Bons acordes e boa música. Só podia ter um pé de ipê amarelo na porta. Flores, música e boa gente, o quê mais nossa cidade precisa?

Um bom prefeito e uma boa administração.
Quem sabe assim a chuva volta
e São Paulo volta a ter garoa, segurança e alegria.

Escolha o novo, vamos fazer São Paulo mais feliz!


Um comentário:

  1. Ipês mal acostumados. Em Brasília eles florescem que é uma beleza. E a seca é muito pior.

    ResponderExcluir