sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Mensalão e Solidariedade

O mundo participa deste debate

Joel Bueno, nosso amigo e correspondente no Rio de Janeiro, pensador brilhante e fotógrafo nas horas vagas, postou (como ele gosta de dizer), uma foto de Gushi, com o título e a legenda abaixo:

Solidariedade.



Viva o Gushiken!

Liliane, de algum lugar do mundo, fez um comentário e Joel respondeu para ela com um comentário tão singelo que achei por bem transformá-lo na mensagem de hoje.

Eu já disse que não quero ficar comentando este tal de “mensalão”. Nestes podres poderes brasileiros, quem pode atirar a primeira pedra?

Sobre as virtudes de Gushi, quem o conhece e conviveu com ele sabe que ele já tem um lugar reservado no Céu e muitos lugares aqui na Terra, onde os amigos estão sempre à sua disposição.

Enfim, vejam que diálogo significativo.

Liliane disse...

Quando o blogueiro é muito lacônico, “os leitores que estão há décadas fora do Brasil” podem achar que ele está falando do lutador de boxe Yoko Gushiken.

Ainda bem que tinha a foto... mas deu trabalho.
9 de agosto de 2012 21:22

Joel Bueno disse...


Sorry, Liliane. Ou como dizem aí pelas bandas de Quebec: je suis désolé...

Falando sério: gosto muito do Gush - também conhecido como Luiz Gushiken. Ele é um sujeito admirável. Uma daquelas figuras generosas que a gente conhece na política, onde também tem muito rebotalho humano.

O Gush está doente. Ele já estava doente há 7 anos. Ele não tem nada a ver com a história do tal "mensalão". Mas ficou esse tempo todo no banco dos réus, e agora o procurador-geral pede absolvição "por falta de provas".

É revoltante.
Não vou entrar nos detalhes da história.
Não quis nem me referir a ela no blog.
A solidariedade estava rolando nas redes sociais.
Dei o meu apoiozinho irrelevante.

10 de agosto de 2012 00:52

2 comentários:

  1. Nassif diz tudo neste post http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/caso-gushiken-um-momento-indigno-do-mpf

    ResponderExcluir
  2. Não tem quem me convença que Luiz Gushiken é corrupto! Que existe muita tramóia por aí eu tenho certeza!

    ResponderExcluir