quinta-feira, 26 de julho de 2012

Santander - Lucro cai pela metade

Agora, culpam o Brasil

Como metade do lucro do Santander mundial vem da América Latina, e um terço vem do BRASIL, os analistas financeiros, que esperavam que o Brasil e a América Latina continuassem a pagar pelos erros do Banco na Espanha e na Europa, estes analistas financeiros estão “decepcionados”.

Os resultados financeiros de todos os bancos no Brasil tenderão a ser menores do que no ano passado. Isto faz parte da reação à diminuição das abusivas taxas de juros que os bancos praticavam no Brasil e que Dilma mandou equiparar-se às taxas internacionais.

Vejam os números apresentados hoje:

Lucro do Santander cai pela metade no mundo;
analistas culpam Brasil


Do UOL, em São Paulo - 26/07/2012 - 08h36 / Atualizada 26/07/2012 - 10h16

O Santander, maior banco da zona do euro, viu o lucro do primeiro semestre cair pela metade em relação ao mesmo período do ano passado, ainda sentindo os desdobramentos da crise imobiliária de 2008. O banco espanhol teve lucro líquido de € 1,7 bilhão (aproximadamente R$ 4,2 bilhões).

Para cumprir obrigações com os órgãos reguladores da União Europeia (UE), o banco está precisando liquidar dívidas de empréstimos e financiamentos, que devem chegar a € 8,8 bilhões até o final do ano.

Analistas esperavam que o lucro no Brasil pudesse ser ainda maior, devido a importância das operações no país, para ajudar a matriz que sofre com o agravamento da crise na Europa. O lucro líquido do Santander Brasil (SANB11) foi de R$ 1,464 bilhão no 2º trimestre, queda de 5,48% na comparação com o mesmo período do ano anterior.

"Com a expectativa de retomada da atividade econômica a partir do segundo semestre, a tendência esperada será uma melhora nos atuais patamares de inadimplência e consequentemente de despesa de provisão", afirmou o Santander Brasil no balanço.

Analistas apontaram as menores receitas na América Latina e maiores perdas em crédito, especialmente no Brasil, onde a economia está passando por desaquecimento, elevando os calotes no setor bancário.

"O Brasil foi a grande decepção",
disse Jaime Beceriil, do JP Morgan à Reuters.

Porém, a grande diversificação dos negócios do Santander pelo mundo (com destaque para Brasil, México, Polônia e Reino Unido) tem feito com que o banco sofra menos que outros rivais na Espanha.

A América Latina responde por metade do lucro do Santander.

Nenhum comentário:

Postar um comentário