sexta-feira, 1 de junho de 2012

A Ternura das Flores

Paulo Moura e seu Clarinete

Outro dia recebi mensagem falando das Azaléias.São flores comuns como as Mariazinhas, mas que eu ainda não tinha mostrado neste blog.
Na Vila Madalena é comum encontrar Azaléias plantadas nas calçadas e nos jardins. Não sei por que nunca mostrei. Mas, ao receber a mensagem, prometi que mostraria as Azaléias da Vila Madalena e da minha rua.

Vejam que bonitas:



Começamos o mês de junho destacando as azaléias.
Mas eu andei tirando muitas fotos neste mês de maio. Vejam, por exemplo, estas frutas da Paineira. A mesma Paineira que eu mostrei as flores. Agora o pé está seco e cheio de frutos.
Sabem para que servem estes frutos? Para alimentar os periquitos e maritacas. Quando eles comem as sementes, o fruto libera algo parecendo “algodão”, que saem flutuando pelas ruas.

Vejam os frutos da Paineira:


Agora que vocês já viram as azaléias e a paineira,
voltamos para as flores que estão tomando conta
de nossa cidade e da Vila Madalena.

O majestoso pé de Ipê Rosa:


A dona da casa, que lavava a garagem enquanto eu parava o carro para fotografar, ficou olhando preocupada. Não sabia se eu era um corretor de imóvel querendo fotografar a casa para depois vendê-la às construtoras, ou se era algum ladrão. Afinal, nossa cidade anda cheia de ladrões.
Mal sabia ela que era apenas um admirador de pés de Ipê.

Ao ver-me tirando a foto do pé de Ipê, a senhora idosa olhou-me com ternura e disse-me que tinha plantado a árvore há vários anos. Assim, resolvi procurar o nosso grande Paulo Moura para tocar seu clarinete e alegrar nossa vida. Sem perder a ternura, jamais.

Ternura, de K-Chimbinho, com Paulo Moura



Vejam também esta beleza de música, tocada por Paulo Moura.
Chorando Baixinho





Procurem os discos de Paulo Moura, eles são ótimos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário