terça-feira, 15 de maio de 2012

Chegamos à Guatemala

Já são 67 países neste blog

Em poucos dias, passamos de 60 mil acessos
e chegamos a 67 países neste blog.

O que me anima, é que meu lema principal é “A Terra é nossa Pátria”.
Portanto, reconhecemos a pluralidade como um princípio de coexistência com todos os povos, etnias, religiões, partidos políticos e times de futebol. Além dos gêneros, é claro.

Ontem foi a vez de alguém da Guatemala acessar nosso blog.
Não conheço nenhum grande compositor guatemalteco, mas descobri que os Maias, população original deste país, antes da chegada dos espanhóis, resistiram à colonização espanhola, lutando de 1.523 até 1.697, quando caiu a última cidade controlada pelos Maias. Junto com os espanhóis vieram os padres com o catolicismo, e vieram também as doenças.

Depois dos espanhóis, vieram indiretamente os ingleses, e depois, diretamente, os americanos. Estes ocuparam as terras, plantando bananas e outras frutas, criando um estado policial, controlado pela United Fruit Company. Daí que vem a imagem de “repúblicas de bananas” da América Central.

Em 1953, quando o governo local tentou por limites na ganância americana, mesmo sendo época da política de “Boa Vizinhança” de Roosevelt, a United Fruit promoveu um Golpe Militar para “restabelecer as garantias comerciais”.

Com a Revolução Cubana, o clima na América Central piorou ainda mais e as intervenções militares americanas aumentaram muito. Guerra Civil em El Salvador, Guerra Civil na Nicarágua, e o México como grande vizinho da Guatemala e... dos Estados Unidos. E Honduras na linha dura.

A Guatemala vai recuperando sua dignidade histórica e sua cultura Maia.

Para comemorar a chegada da Guatemala, dezenas de outros países continuam acessando este blog diariamente ou eventualmente.

Vejam que bela lista:

Malásia, Finlândia, Hong Kong, México, Espanha, França, Portugal, Rússia, China, Alemanha, Índia, Argentina, Japão, Canadá, Reino Unido e, como sempre, Estados Unidos.

O pessoal das Ilhas Cayman e dos Emirados Árabes, quando entram, é para saber como anda o Santander. Já o Senegal e o Iraque, devem ter procurado notícias das músicas e das flores...

Com a França sob nova direção,
o internacionalismo será mais humano e fraterno,
fazendo jus ao Hino da França: La Marsellaise.

Um comentário:

  1. Parabéns pelo sucesso Gilmar. Seu blog sempre atende temas relevantes, a parte das musicas e das flores.

    Eu tambem não conheço nenhum grande compositor Guatemalteco, como Bartók, mas tem um cantautor, como costumar chamar em espanhol muito interessante.

    Seu nome é Ricardo Arjona e te deixo uma musica que expressa um sentido poetica muito interessante e se chama El y Ella.

    http://www.youtube.com/watch?v=K6PXwxi4eJI

    Abração
    Marcio Monzane

    ResponderExcluir