quarta-feira, 4 de abril de 2012

"Eu também gosto de Dilma"

Vejam a última pesquisa da CNI/Ibope

Eu adoro o jeito de Dilma governar, inclusive quando ela reclama de ministros, em plena solenidade de lançamento de pacotes econômicos.
A perfeição é uma meta, e os dirigentes e assessores devem estar sempre procurando atingir à perfeição.

É assim que o Brasil vai passar a ser um país de primeiro mundo. Sendo eficiente, honesto, de confiança e sem miséria material e espiritual.
Além de gostar de Dilma, eu gosto de muita gente que trabalha com ela, inclusive nossa amiga em comum, que faz aniversário amanhã.

Talvez seja por este “jeito especial de Dilma governar” que nossa imprensa esteja “melhorando no trato com o governo e com Lula”. Afinal, praticar Cidadania, inclui ter respeito com as pessoas e instituições, mesmo tendo divergências.

Gostaram de minha campanha?
- Eu também gosto de Dilma!
Vamos fazer um adesivo?


Aprovação de Dilma sobe e alcança 77%, diz CNI/Ibope


Camila Campanerut - Do UOL, em Brasília - 04/04/201211h09 > Atualizada 04/04/201211h49

A pesquisa CNI/Ibope, divulgada nesta quarta-feira (4), mostra que a presidente Dilma Rousseff, em seu segundo ano de governo, obteve aprovação pessoal de 77% dos brasileiros no mês de março, ante a 72% obtidos em dezembro.

O percentual é o mais alto desde que ela assumiu o cargo e superior aos alcançados pelos ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva em igual período de seus governos. Em seu segundo ano do primeiro mandato, Lula tinha 54% de aprovação pessoal e FHC, 60%.

O percentual de pessoas que afirmaram confiar em Dilma subiu de 68% para 72%, no mesmo período. Já a parcela da população que considera o governo ótimo ou bom manteve-se estável em 56%.

As áreas que foram pior avaliadas no governo Dilma foram:
impostos (65% desaprovam), saúde (63%) e segurança pública (61%).
Além disso, 60% dos entrevistados consideram o governo Dilma igual o do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

O novo levantamento CNI/Ibope, que é trimestral, foi feito na última semana de março em 142 municípios. Ao todo, foram ouvidas 2.002 pessoas. A margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos, e o grau de confiança, de 95%.
(Com Agência Brasil)

Nenhum comentário:

Postar um comentário