terça-feira, 20 de março de 2012

Habemus Papa na CUT Nacional

Finalmente fica aprovado um Bancário como Presidente

Coincidindo com o filme sobre a escolha de uma papa, a CUT – Central Única dos Trabalhadores, que tem como tendência majoritária na sua direção a Articulação Sindical, já tem a indicação para seu futuro presidente.

Ontem a Articulação, em plenária nacional dos ramos profissionais e de representantes das CUTs Estaduais, reunida no Centro Sindical dos Bancários de SP, deliberou, por ampla maioria dos delegados presentes, que indicará para presidente da Central, o companheiro Vagner Freitas. Nossos agradecimentos aos sindicalistas representados por Jacy Afonso, o outro candidato, que decidiram compartilhar a decisão da plenária. Unidos temos mais chance de vencer os desafios da vida e do mundo do trabalho.

Pela primeira vez em 29 anos de existência
haverá um bancário como presidente da Central
.

Já representando a nova composição social da categoria, repete-se o que já vem acontecendo nas duas principais bases bancárias do Brasil, São Paulo e Rio de Janeiro, onde os sindicatos são presididos por bancários de bancos privados. Vagner é funcionário do Bradesco.

Sinais dos tempos na CUT e na economia brasileira.
Só falta o Congresso Nacional Brasileiro tomar coragem e aprovar a Liberdade e Autonomia Sindicais, além de acabar com o Imposto Sindical.

Vida longa à CUT e ao seu novo futuro presidente:

Vagner Freitas para presidente da CUT


Plenária nacional, representando mais diversas categorias, definiu dirigente sindical bancário

Folha Bancária e site do Sindicato dos Bancários de SP – 20/03/12.

São Paulo - Vagner Freitas é o indicado à presidência da Central Única dos Trabalhadores (CUT). A decisão foi tomada na segunda-feira 19 em plenária nacional da Articulação Sindical, a mais expressiva corrente da CUT. Estavam representadas na reunião as diversas categorias profissionais, urbanas e rurais, que viram no dirigente sindical bancário o melhor para conduzir os mais de 22 milhões de trabalhadores que atuam na base da maior central sindical brasileira.

O nome, agora, será levado ao Congresso Nacional da CUT, realizado no mês de julho, onde será finalmente definido o novo presidente.

Vagner é bancário do Bradesco de São Paulo e esteve à frente da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) por dois mandatos, até 2009. Atualmente secretário de Finanças da central, o dirigente agradece a indicação.

“É um voto de confiança que todos os ramos da Articulação Sindical da CUT estão dando aos bancários.
Essa indicação para a presidência coroa a trajetória de dirigentes sindicais bancários, como Gilmar Carneiro e João Vaccari Neto, que ajudaram a construir a história vitoriosa da central”, afirmou Freitas após sua indicação.
“Nosso desafio é dar continuidade à gestão de Artur Henrique, reforçando o compromisso de lutar por mudanças na estrutura sindical e colocar, ao lado dos movimentos sociaiså, a pauta dos trabalhadores no Congresso Nacional.”

Um comentário:

  1. Camarada Gilmar, só faço um reparo.

    Nossa corrente chegou ontem ao consenso progressivo. Não houve votação e após muito trabalho, as posições dos candidatos e seus grupos foram consensadas.

    Abraços, William

    ResponderExcluir