segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Três Histórias e Uma Coincidência

Que tem de especial em 27 de Fevereiro?

A História da Humanidade é muito interessante. Quando a gente visita museus como o Louvre ou os museus da Itália, Reino Unido, Alemanha e Estados Unidos, fica impressionado com as esculturas, as pinturas e as pessoas que construíram ou pintaram estas obras. E muitas vezes nos perguntamos: Como entender a História das Instituições sem entender a História das Pessoas? E vice-versa?

Na nossa história recente do Brasil, temos convivido com muita gente. Temos construído novas instituições e temos aprendido muito. Temos passado também por muitas decepções, principalmente na política. Mas, o importante é que estas novas instituições, que as similares na Europa já existiam há mais de cem anos, no Brasil elas são crianças ou adolescentes. Aqui, tudo é tardio. Mas nós temos bons exemplos.

Vejam estas três histórias:

1 – Os Bancários de São Paulo e do Brasil


Em 1978 tivemos a primeira greve dos bancários depois do golpe militar de 1964. A ditadura ainda estava viva e forte. Prendeu, arrebentou, baixou novos decretos-leis e abortou a greve, protegendo os banqueiros, grandes apoiadores da ditadura e da OBAN – Operação Bandeirante que matou muitos, inclusive Herzog.

Nesta greve surgiram muitas lideranças novas e a base daquela que seria a Chapa 2 – Oposição dos Bancários de São Paulo. As eleições foram convocadas para janeiro de 1979 e, com o apoio de todos que eram contra a ditadura, ganhamos as eleições e o Sindicato dos Bancários de São Paulo voltou a ser um referencial de luta e de liberdade para os trabalhadores do Brasil e do mundo.

Depois do Sindicato, criamos o DNB que virou a Confederação Nacional dos Bancários da CUT – Contraf-CUT e junto com ela, uma assessora especial continua ajudando a ter novas conquistas para os bancários e os trabalhadores. Uma vida dedicada à categoria bancária e à liberdade. Nossa história sem esta pessoa não seria a mesma e esta pessoa é Alice Yamamoto.

2 – A primeira central sindical do Brasil


Em 1983 realizamos o Congresso Nacional para fundação da CUT – Central Única dos Trabalhadores. Ainda estávamos na ditadura militar e, para tentar evitar a criação da CUT, os militares intervieram em cinco sindicatos dos trabalhadores. Mesmo assim a CUT nasceu firme e forte.

Desde o início da CUT contamos também com funcionários e assessores que dedicaram sua vida à organização dos trabalhadores. Sem eles, a nossa história poderia ser outra. Entre tantas pessoas que nos ajudaram, sempre destacou-se a presença de Cássia Gomes. Silenciosa, observadora e presente para tudo que fosse necessário.

Cássia é exemplo até na dor. Recentemente perdeu o marido, por não ter sido atendido por um hospital mercenário de Brasília. Mas uma vez Cássia soube dar um exemplo para todos que convivem com ela. Duvanier deve estar rezando por ela no Céu e nós continuamos admirando-a aqui na Terra.

3 – SEBRAE, parceiro dos brasileiros.

No Brasil todo mundo conhece o SEBRAE. Eu confesso que vim conhecer o Sebrae somente a partir do ano 2000. A CUT tinha a ADS – Agência de Desenvolvimento Solidário que contribuía na organização de cooperativas de trabalhadores, como alternativa ao desemprego da época neo-liberal de Collor e FHC.

A ADS fez um grande projeto de parceria com o SEBRAE Nacional e o tesoureiro da CUT convidou-me para ajudar no projeto que abrangia desde cooperativas na Região Norte, muitos estados do Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul. Exigia muitas viagens e muitas reuniões.

Em todos os momentos e em todos os lugares, mesmo nos fins de semana, contamos sempre com o apoio extraordinário de uma assessora nacional do Sebrae. Foram anos de trabalho e mesmo depois de concluído o projeto, já com o Lula no governo federal e o Sebrae ampliando mais ainda o seu trabalho, sempre podemos contar com esta assessora. Seu nome é Newman Costa. Ela fez e faz os brasileiros gostarem de trabalhar com o SEBRAE.


Por que estou contando estas Histórias?

E o quê tem estas pessoas, estas mulheres de especial?
Por que todas elas nasceram num dia 27 de Fevereiro.

Hoje é o aniversário delas e eu fiquei imaginando se o fato de fazerem aniversário no mesmo dia, ajuda a definir a personalidade delas. Eu fiquei com a impressão que sim.

Por que, além delas, descobri que outra pessoa que também fez e faz história também faz aniversário hoje. É o Gabas, do Ministério da Previdência. Para nós, ele é Gabas de Araçatuba, Gabas amigo da gente. Gabas de todas as horas.
Os demais aniversariantes de hoje também devem ser muito especiais.

E eu baixei uma música que tem muito de especial na nossa história.
Meditem com a música e vivam o presente,
por que o passado vocês já fizeram merecedores da nossa gratidão.

Saint Preux - Concert pour une voix


Um comentário: