quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

Querem ver a Guerra e a Paz?

Vejam Dresden na Alemanha

Nos dias 13, 14 e 15 de fevereiro de 1945, os Aliados começaram o bombardeio a Dresden, na Alemanha Nazista. Em três dias, mais de mil aviões lançaram 4 toneladas de bombas de alto poder explosivo e artefatos incendiários. Tinta e nove quilômetros quadrados da cidade foram destruídos. O incêndio durou vários dias.

Fundada no século XIII, Dresden tinha era conhecida como a capital do barroco na Saxônia. Seu patrimônio histórico e artístico era inestimável. A cidade tinha 650 mil habitantes e abrigava ainda um grande contingente de refugiados. Não se sabe ao certo o número de baixas. Os cadáveres foram enterrados em valas comuns. Morreram pelo menos 25 mil civis, mas as estimativas chegam a 100 mil.

Quase não havia defesas anti-aéreas em Dresden. Apenas seis aviões foram abatidos nos vários ataques feitos pelos aliados. Dresden não tinha nenhuma importância militar.

O texto acima, publicado por Joel Bueno diz pouco perto da apresentação citada no final. Joel lembrou da data por ter lido o livro “Matadouro 5” de Kurt Vonnegut. Gente culta é outra coisa. Joel não pode parar!

A importância era simbólica e moral.
O ataque foi para quebrar o moral dos nazistas. Com estes fizeram com os judeus, ciganos e a esquerda européia. Foi o mesmo raciocínio das bombas de Nagasaki e Hiroshima. Ou os nazistas se rendiam ou os “aliados” os destruiriam todos.
A guerra libera a barbárie.

Querem ver do que os homens são capazes?

Vejam a apresentação abaixo:
http://p.download.uol.com.br/millor/aberto/nota10/images/281.pp

Na impossibilidade de ver o de cima, que é mais completo, veja este:

Dresden Destruição e Reconstrução.

5 comentários:

  1. O link está corrompido, Gilmar. Verifica aí. Abç

    ResponderExcluir
  2. Um bom amigo, que é judeu, ponderou que o massacre dos judeus foi muito mais terrível do que "uma forma de quebrar o moral da Europa". Ele tem razão.

    Limpeza étnica nunca deve ser aceita por civilização nenhuma. O triste da segunda guerra, foi que não foram só os nazistas que "entregaram" os judeus para os campos de concentração.

    O mundo deve esta aos judeus.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O mundo deve esta aos judeus, aos ciganos, aos homossexuais e aos comunistas. Mas a propaganda sionista esquece dos outros grupos. A mesma propaganda sionista que não vê "limpeza étnica" na Palestina.

      Não leva a mal, Gilmar, mas certas coisas enchem um pouco. Lembramos de Dresden, lá vem alguém fazer concurso de monstruosidade. Uma coisa não justifica a outra. Assim com o Holocausto não justifica o genocídio palestino.

      Excluir