terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Carambolas da Índia e da China

O mundo está presente no Brasil

Estou fazendo este texto no final da tarde da segunda-feira, dia 27.
Um dia que passei contente, com o fato de nossa filha ter começado a Residência Médica na Faculdade de Medicina da Unesp em Botucatu-SP e também com os vários aniversários de colegas de vida e trabalho.

Com certeza os jornais desta terça-feira, dia 28, estarão destacando o fato de o candidato conservador de São Paulo ter se definido. Agora tudo é festa nas casas das viúvas da ditadura.
Já não se fazem sociais-democratas nem reformistas como antigamente...

Para aliviar a politicagem, eu procurei entre as fotos da Praia do Forte, no mar da Bahia, umas fotos de CARAMBOLAS.
Isto mesmo, na Praia do Forte, atrás do café do argentino, bem no centro da vila, perto da Casa de Farinha, tem um grande pé de frutas de Carambolas.

Vejam esta primeira fotografia.

Fiquei olhando e lembrando-me que na casa de uma tia, lá na cidade de Ipiaú, no sul da Bahia, também tinha um grande pé de Carambolas.


Fui procurar no Google e descobri que a Carambola também é originária da ÍNDIA e que é muito comum na CHINA.
Afinal, o mundo se organizou a partir do Oriente Médio, da Índia e da China. Depois viemos nós, com as frutas, os animais, as flores e as disputas históricas. No Brasil tem muitos chineses e seus restaurantes, mas tem poucos indianos. É uma pena.

Vejam esta outra foto das Carambolas.


Pois é, eu tinha pensado em escrever sobre o Ano UM de Governo de Dilma, a partir do texto do economista Marcelo Neri, mas estava muito árido e aí resolvi falar das Carambolas.

Carambolas. Ora bolas!
Todo mundo sabe que Dilma está indo muito bem e até gosta de passar feriados na Bahia.
Só não sabemos se Dilma gosta de Carambolas.
Vou perguntar a Gilberto Carvalho, o amigo que sabe das coisas...

Quanto às eleições da cidade de São Paulo, muitas águas ainda vão rolar. Melhor falar das Carambolas.
Até porque é comum encontrar carambolas para comprar
nos supermercados e sacolões de São Paulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário