sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Flores da Rua João Moura

Uma rua com muitas histórias

Todos os dias, tanto quando venho trabalhar, como quando vou para casa, passo pela Rua João Moura. Para quem não a conhece, é uma rua longa, que passa por vários bairros, mas não é uma avenida.

Começa nos Jardins, passa por Pinheiros e acaba no coração da Vila Madalena. Cada casa, cada prédio e cada quarteirão tem várias histórias.
Daria para passar vários meses contando casos e causos da Rua João Moura.

Há vários dias que, quando vou para casa, passo pelo início da Rua João Moura e, apesar de estar dirigindo e já ser no final da tarde, o dia ainda está claro, por causa do horário de verão. Neste trecho a rua tem mão dupla para dirigir, isto é, passa carro dos dois lados. Apesar do trânsito, sempre consigo observar uma linda flor amarela, grande e voltada para a rua. Sempre penso em tirar uma foto para o blog, mas o trânsito dificultava.

Ontem, o trânsito estava mais calmo e eu vi uma vaga para estacionar o carro. Não pensei duas vezes, parei o carro e voltei a pé quase meio quarteirão para poder tirar as fotos.

Vejam esta primeira foto.


É uma flor que existe em quantidade em São Paulo e no Brasil,
mas, na cor amarela eu creio que é a primeira que eu vi.
A Rua João Moura com esta flor tem muito mais vida e alegria.

Agora vejam o pé da flor que eu não sei como se chama.
É um pé ainda pequeno, mas o suficiente para chamar a atenção.




Com o tempo eu pretendo tirar mais fotos das flores da Rua João Moura e contar mais histórias sobre esta rua.


Eu tinha dormido muito animado para contar muitas histórias sobre esta flor, até pensei em gravar a música de Caetano Veloso, “Sampa”, homenageando àqueles que plantam flores e árvores na nossa cidade.



Só que, quando desci para tomar café e li os dois jornais, fui ficando tão deprimido com as notícias, que não consegui chegar ao trabalho e priorizar as flores, acabei priorizando a África e as enchentes no Rio de Janeiro.

Depois vou abordar mais noticias que saíram hoje nos jornais. Más notícias.
Será que é para isto que serve à Imprensa?
Para deprimir a gente?
Ainda bem que existem as flores...

Um comentário:

  1. Olá. Tenho um exemplar desta planta em meu jardim. Já um pouco mais volumosa. Também descolheço o seu nome. E gostaria de saber se você já o conhece.

    ResponderExcluir