quinta-feira, 15 de dezembro de 2011

Metalúrgicos e Bancários da CUT unidos

Quando um não quer, dois não brigam

Da mesma forma que não houve pré convenção para definir o candidato do PT à prefeitura de São Paulo em função dos esforços empreendidos por Lula, o processo de definição do futuro presidente nacional da CUT vai se definindo através das plenárias e reuniões nacionais dos ramos profissionais organizados na Central. Desde a sucessão de Jair Meneguelli, pela primeira vez os bancários e metalúrgicos estão unidos na indicação de um nome para presidência da CUT.

Depois de 28 anos de criada, tudo leva a crer que os bancários agora indicarão o próximo presidente da Central, já que os metalúrgicos do ABC e do Brasil são defensores importantíssimos do nome de Vagner Freitas, atual diretor financeiro da Central, ex-presidente da Confederação dos Bancários da CUT e diretor do Sindicato dos Bancários de São Paulo.

Da mesma forma que Dilma está unificando o Brasil com o seu jeito de governar, temos a responsabilidade de ajudar Vagner Freitas a seguir o mesmo caminho de Dilma e contribuir efetivamente para o movimento sindical preservar o compromisso com a democracia e a qualidade de vida para os trabalhadores brasileiros.

Vejam a Resolução da Direção da Direção da Confederação Nacional dos Metalúrgicos da CUT:

"Reunidos nos dias 13 e 14 de dezembro de 2011, a direção da CNM/CUT e os presidentes dos sindicatos filiados presentes à reunião debateram e deliberaram o que segue:

A direção nacional da CNM/CUT:

- Considerando a importância da organização através dos ramos de atividade e que também é competência desses ramos debater e participar dos rumos da Central Única dos Trabalhadores;
- Considerando que dentre os ramos organizados na CUT, os trabalhadores e trabalhadoras do ramo financeiro além de uma história notável de lutas, possuem a legítima e consensual aspiração de presidir a Central Única dos Trabalhadores;
- Considerando que o congresso nacional da CUT a ser realizado em 2012 pode e deve encaminhar à presidência da central um nome oriundo do ramo financeiro em decorrência dessa histórica contribuição na construção da Central.

Nós dirigentes sindicais do ramo metalúrgico recomendamos que cabe aos trabalhadores e às trabalhadoras do ramo financeiro a indicação de um nome ao cargo de presidente da CUT para a próxima direção a ser eleita no congresso de 2012.

A nossa ação sindical se dá em virtude de projetos coletivos e na defesa intransigente dos direitos imediatos e históricos da classe trabalhadora, nesse sentido a CNM/CUT recomenda à todos os sindicatos metalúrgicos filiados que respeitem a decisão do ramo financeiro que indicou o nome do companheiro Vagner Freitas como candidato à presidência da Central Única dos Trabalhadores.
"

3 comentários:

  1. A CUT é um sonho de muitos e muitas pessoas que lutam pelo compromisso com os trabalhadores e com a democracia ! Gde Bju. Ana Lucia

    ResponderExcluir
  2. Acho a decisão super acertada. O Vagner Freitas é uma grande companheiro de lutas e tenho a certeza que fotalecerá a história de lutas e combatividade da Central Única dos Trabalhadores.

    ResponderExcluir
  3. É... mas tem um bancário candango desafinando... rs

    ResponderExcluir