quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Ainda há Esperança!

Voltando à Esquina da Rua Turi com a Delfina

Hoje é o aniversário de Dom Paulo Evaristo Arns. São 90 anos de fé, esperança e caridade. Hoje pela manhã também haverá o Lançamento do 4º. Prêmio dos Objetivos do Milênio no Fecomércio – Federação do Comércio do Estado de São Paulo.

Como a divulgação maior sobre os dois fatos acima eu já fiz ontem, quero voltar a um assunto também marcante. A esquina da Rua Delfina com a Rua Turi. São ruas pouco conhecidas, mas de extrema importância para o fluxo na Vila. Sem contar a beleza das flores e das casas.

No primeiro texto sobre estas ruas, com o título “Delfina e Turi, você conhece?” eu mostrei a foto da parte de baixo da esquina. Um imenso pé de “pata de vaca” com suas milhares de flores. Como se fosse combinado, simbolizando um “espelho”, na casa em frente tem um imenso pé de Primavera totalmente florido. Vou tentar colocar as duas fotos da Primavera.

– A esquina da Delfina com Turi:



– Agora veja só a Primavera:
Se seguirmos este caminho da Delfina, passando pela Turi, entrando à esquerda na Natingui e virando à direita na Rua Lira, chegaremos à Rua das Tabocas. Nesta rua, entrando à esquerda na Rotatória e perto da Padaria Leão Coroado, fica a

Igreja Nossa Senhora Aparecida da Vila Beatriz. Os moradores a construíram em mutirão. Nesta Igreja as pessoas da Vila ainda encontram Esperança.

Como eu gostaria que houvesse um Hino da Vila Madalena,
como Adoniran Barbosa fez para a Vila Esperança!

Nenhum comentário:

Postar um comentário