sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Uma foto e muitas histórias

Feliz Aniversário!

É comum a gente ver nos locais de trabalho fotos da família, fotos de crianças, fotos de fazendas ou praias. Eu sempre achei isto curioso. Eu fui Office boy, e quando chegava nos escritórios dos advogados, via muitas fotos. Quando vim para o movimento sindical, além de fazer negociações e muitas reuniões, também saímos em muitas fotos.

Um dia, um fotógrafo enviou-me de presente uma foto, 20x25 cm. Uma foto em preto e branco. Era uma foto de uma assembléia da greve de 1991. Isto é, de 20 anos atrás. Era um sábado e a foto foi tirada no Sindicato dos Marceneiros de São Paulo, na Rua das Carmelitas, onde também era a sede do DIEESE.

Na foto não aparecem os bancários,aparecem eu, anotando alguma coisa, e uma criança, com olhos bonitos e amendoados, como são os olhos de filhos de japonesa com brasileiro, ou “ninhondin com gaidin“, como dizem os japoneses. Esta criança é minha filha.

No dia 05 de Agosto de 1985, há 26 anos, foi a primeira reunião de negociação entre bancários e banqueiros, quando se começaria a definir os salários de um milhão de bancários de todo o Brasil. Nesta época, os banqueiros já tinham construídos grandes prédios na Avenida Paulista. E nesta mesma avenida já tinha e tem o Hospital Santa Catarina. Também neste dia 05 de Agosto de 1985, no Hospital Santa Catarina, minha filha nasceu. Em função do seu nascimento eu não pude comparecer à negociação salarial.

Também em Setembro de 1985, a categoria bancária, e talvez os trabalhadores do Brasil, viveram a maior greve nacional de uma categoria profissional na história do Brasil. Do Amapá ao Rio Grande do Sul, todos os bancários fizeram greve por aumento de salário. E fomos vitoriosos. Entre passeatas, negociações, reuniões e assembléias, eu conseguia um pouco de tempo para ajudar a cuidar do bebê recém nascido.

Desde 1991, onde eu estiver trabalhando, eu levo a fotografia com minha filha, quando ela tinha seis anos. E do jeito que a foto está encostada na parede da sala de trabalho, ela está sempre me olhando, com seus olhos negros, amendoados e bonitos.

Hoje,além de escrever o texto sobre a demissão do ministro da defesa, eu tinha há vários dias a tarefa de escrever um texto sobre a Campanha Salarial deste ano. Mas durante todo o tempo que eu escrevia, eu via o olhar da minha filha na fotografia, e lembrava que ela está “comemorando” seu aniversário em um plantão médico, como estudante do sexto ano de medicina na Unesp, em Botucatu. Para compartilhar do aniversário, iremos neste fim de semana para Botucatu, interior de São Paulo.

Aí eu entendi o sentido das fotos nos escritórios. Se eu não tivesse a foto da minha filha na minha mesa, em vez de falar dela, poderia estar falando somente da campanha salarial.

A luta sindical me deu muitas alegrias, mas a maior alegria de todas é ver minha filha crescida, com saúde e daqui a três meses se formando em uma boa escola de medicina. Mesmo quando ela tem que passar seu aniversário em plantão, atendendo doentes no interior de São Paulo.

Feliz Aniversário!

4 comentários:

  1. Transmita os parabéns e mostre a foto no blogue, Gilmar!

    ResponderExcluir
  2. Nego Véio,
    Bacana, como sempre. Só faltou a foto com a menina de olhos amendoados, que hj é uma bela jovem e promissora médica, que haverá de honrar o juramento de Hipócrates e a máxima que "Boas árvores dão bom frutos";
    ABraço fraterno do zé Roberto Barboza

    ResponderExcluir
  3. Nego Véio,

    Tão bacana e isso mesmo, transmita os parabéns a sua filha.
    Um grande abraço
    do seu amigo Helio

    ResponderExcluir