quarta-feira, 17 de agosto de 2011

O Heróico Jasmim da Vila

A Esquina da Vila tem Jasmim!

Hoje eu consegui parar o carro e tirar uma fotografia deste Jasmim.
Todos os dias passava em frente à casa, mais devagar que o normal, para tentar ver as flores deste Jasmim. Era sempre algo cheio de ansiedade e dúvidas: E se venderem a casa para construírem um prédio?

Como ficará este Herói da Resistência?


Na esquina da Rua Fradique Coutinho com a Purpurina tem um comércio não sei de que, no segundo imóvel à esquerda, tem uma casa com jardim, arquitetura bonita e um pé de Jasmim em Flores. Do lado direito da casa tem mais uma casa apertada e ao lado... UM Prédio! E em frente à casa estão construindo... Outro Prédio!!!!

Estou fazendo o texto para o blog só agora, 16:15hs, porque pela manhã estávamos num Seminário sobre Desenvolvimento Sustentável, com os palestrantes Ladislau Dowbor, Luis Paulo Bresciani e Ricardo Abramovay, todos professores, todos moradores no nosso bairro e todos sonhadores que gostam de flores, de música e de gente. E eu perguntei a Abramovay, que falava de Economia Verde: Como ficarão nossas flores na Vila se estão destruindo tudo? E ele que vai dar aula na USP de BICICLETA! Respondeu: Se não agirmos rápido, vão destruir tudo...

Como ficarão as flores da Vila Madalena? Serão substituídas por painéis da “cidade antiga”, como fazem com o Centro de São Paulo? Meu Deus, estão matando a nossa cidade! Se não agirmos logo, nossa cidade vai ficar como esta foto que tirei da janela do meu trabalho. Rua São Bento, 365 – 19º. Andar. E ao lado esquerdo da janela, sem aparecer na foto, da para ver o Banespa e o Martinelli.

Prédios sem flores...



Precisamos convocar os poetas para cantarem a Vila.
Os Chicos, Caetanos, Miltons, Elises, Inesitas, Adonirans, enfim, vamos convocar os vivos e os mortos. Inclusive nosso inesquecível NOEL ROSA, na voz de Elizeth Cardoso e o apoio de Jacob do Bandolim. Vamos cantar à Vila, mesmo que ainda não seja a Vila Madalena, a Vila Beatriz, a Vila Ida, todas filhas do mesmo português. Isto é São Paulo! Isto é Brasil!



Nenhum comentário:

Postar um comentário