segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Mil Desculpas e Mil Obrigados

Agora vocês já podem escrever Comentários no Blog

Meus amigos têm reclamado que escrevem no meu blog e os comentários não aparecem. Acontece que eu não via os comentários, não sabia que eles existiam e não sabia como tomar conhecimento deles. Coisa de gente ignorante em blog, twitter e facebook. Joel, que além de ter um blog muito bonito, é inteligente e entende de informática, cismou com minha dificuldade em “abrir os comentários” e escreveu no blog dele, fazendo um apelo público! Eu pedi um “manual prático para ignorantes” e ele fez um passo-a-passo. Deu certo e os meninos da Escola 28 de Agosto também revisaram para melhor. Agora os Comentários estão ABERTOS!

O pessoal liberou todos os Comentários. Ao vê-los, fiquei surpreso com a quantidade e a qualidade. Não sabia que eram tantos. Assim, peço Mil Desculpas para todos que escreveram. No facebook a indicação do blog só aparece para as pessoas autorizadas como “amigos no facebook”. Não aparece para todos. Não sei como liberar. Mas tem sua vantagem, já são mais de mil e quinhentos pessoas credenciadas como “amigos e amigas de Gilmar Carneiro no facebook”. Como dizia Mercedes Sosa: Eu tengo tantos amigos...

Se tenho tantos amigos no Brasil, gente do interior do Rio Grande do Sul, gente da Amazônia, muita gente do Nordeste, gente de Brasilia, do Sudeste e Centro-Oeste, muitos não se identificam quando escrevem. São afetivos e solidários. Também são semeadores de um mundo melhor. Um mundo com muitas flores...
O curioso é que, em menos de quatro meses, mais de cinco mil pessoas já acessaram o blog! Além das pessoas de todo o Brasil, pessoas de vinte e quatro países já olharam “meus causos”... E eu escrevo em português. Já pensou quando eu começar a divulgar em inglês? Seria um luxo, como diz nossa colega. “Se eu falasse a linguagem dos homens e das mulheres...”

E eu, que costume falar com as flores, gostaria de falar com as estrelas e os outros países, para saber quem abre meu blog e o que eles gostariam de conversar comigo. Países tão diferentes, como Eslováquia, Bélgica, Ucrânia, República Dominicana, Uruguai, Índia, Romênia, Venezuela, Estônia, Angola, França, Moçambique, Itália, argentina, Suíça, Reino Unido, Dinamarca, Canadá, Espanha, Rússia, Portugal, Cingapura, Alemanha e Estados Unidos. Isto em apenas quatro meses de blog. Sem propaganda no rádio, na TV, nos jornais, revistas ou boletins.
Mas eu não consigo linkar as músicas. O pessoal reclama, eu tento e nada. Deve faltar algum clicar especial que eu não sei qual é. Já apelei para eles fazerem como Joel. Mandarem um “passo-a-passo”. Coisa para velho defasado. Eu sou mais coração que mente.

Mas, como eu sou perseverante e ainda ando ouvido o disco de Louis Armstrong, quero dedicar mais uma música a todas as pessoas destes vinte e quatro países que visitaram o blog, e também dedicar a todos os brasileiros que, mesmo estando cansados dos políticos e da falta de segurança, compartilham comigo os nossos sonhos. Sonhos floridos e fraternos. O sonho de um mundo de paz, um mundo maravilhoso.

5 comentários:

  1. Gilmar,

    Fiz um "passo-a-passo" para incluir vídeos no blog. Está num comentário ao post "Músicas, Notícias e um Dia de Sol". Espero que sirva. Abração.

    ResponderExcluir
  2. Camarada, o comentário do Joel já funcionou pois já curti "what a wonderful world".

    Gilmar, acho que virão tempos difíceis por aí com o estouro de uma nova crise mundial mais forte que a anterior.

    Precisaremos de muita energia e solidariedade e união da classe trabalhadora para enfrentá-la.

    Abraços fraternos, William Mendes

    ResponderExcluir
  3. Sérgio Vianna, de Brasilia2 de agosto de 2011 03:01

    Gilmar, você relacionou os 24 países dos quais recebeu comentário.

    Muito bom!

    Agora explica: Por quê a Argentina está com letras minúsculas? Alguma birra com nossos hermanos de La Plata?

    ResponderExcluir
  4. Olá Gilmar, eu também tenho acompanhado, e amando, seu blog. Gosto de ver você falar sobre coisas leves e belas, como são as flores. Num mundo tão hostil, temos pessoas (ainda bem!) que se importam com a beleza de pequenas e simples dádivas. Parabéns!

    ResponderExcluir
  5. Depois de ler seu artigo "Mil desculpas e mil obrigados", me senti igualzinha a vc: uma completa ignorante. Tinha escrito um loooongo comentário, mas na hora de postar me atrapalhei e o dito cujo sumiu!!!! Não vou conseguir reescrevê-lo. Então, aproveito apenas o final dele, que fazia um pedido: continue a escrever, porque eu (e muita gente, tenha certeza) vão continuar a ler e, principalmente, a aprender com seus textos. Obrigada.
    Helena Domingues

    ResponderExcluir