quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Chuva, Lembranças e Música

Madrugada chegou, o sereno caiu...

O ar seco da semana passada afetou as flores do Jasmim. Muitas secaram, mesmo eu colocando água todas as noites. A seca é perversa! De sexta para sábado choveu e a manhã começou com as plantas molhadas. Elas estavam alegres e brincando com as gotas da chuva.

Este bambu molhado de dia já é bonito, mas à noite o impacto da luz nas gotas fica mais bonito ainda.

Este bambu molhado também me lembra quando eu tinha 9 a 11 anos de idade e ia passar as férias escolares na roça (fazenda) dos colegas e amigos, lá em Serrinha-Bahia. Uma das tarefas dos meninos era ir buscar os cavalos no pasto. Só que o capim tinha dois metros de altura e nós éramos bem pequenos. Entrávamos no meio do capinzal, cheio de orvalho e saíamos com a roupa toda molhada. Não era nada romântico! Muitas vezes a gente nem trocava a roupa molhada, tomava café e saia assim mesmo. O período melhor para passar as férias na roça era junho-julho, por causa do São João. Período de fartura, que era mais importante do que o Natal ou Ano Novo, quando é mais seco e quente.



Esta Nandina com gotas de chuva já é mais urbana, planta que eu conheci aqui em Sampa. Já lembra a fartura da vida paulista, a Vila Madalena e seu charme.



Mas o seu romantismo me lembra também uma música da época da chuva na roça. É uma música que eu ouvia cantada por uma mulher que não me lembro o nome, nem a achei no youtube. Lembrei-me então que Caetano Veloso gravou, mas ao procurar a gravação, achei também com Marisa Monte. Senti que na voz de Marisa Monte a gravação está mais dengosa (como os baianos gostam) e me lembra a voz feminina do tempo de infância. Também achava que o nome da música fosse “Madrugada chegou”, mas o nome certo é “Madrugada e Amor” e o compositor é José Messias.

Não deu para voltar para a cama, mas eu e minha esposa tomamos um café romântico, como a letra da música:

Madrugada chegou o sereno caiu
Meu amor de cansaço
Caiu nos meus braços
Sorriu e dormiu (bis)
Eu só queria que não amanhecesse o dia
Que não chegasse a madrugada
Eu só queria amor
Amor e mais nada



Um comentário: