domingo, 24 de setembro de 2017

Angela Merkel governa por 16 anos

Por que ela pode e Lula não pode?

Nossa imprensa, desde que perdeu o pudor e saiu do armário, assumindo seu lado golpista e antidemocrática, não se cansa de elogiar o que ela acha certo e criticar o que acha errado. Só não pode querer arvorar-se como democrática.

Eu fui favorável à Lula ter um mandato de intervalo e depois voltar a ser candidato para dar continuidade ao seu trabalho. Diariamente nossa imprensa bombardeou a proposta, estimulando até que Dilma tivesse o segundo mandato como forma de enfraquecer os governos petistas e voltarem ao poder.

Quando falamos em imprensa conservadora e antidemocrática, obviamente estamos também falando do PSDB e também de parte significativa do judiciário. Se o PMDB passa a imagem de corruptos e mercenarios, o PSDB e o judiciário passam a imagem de entreguistas das riquezas nacionais e vendedores da soberania nacional. Além da destruição do Estado mínimo.

Nunca na história deste país se viu um governo tão desmoralizado como este.

Qual é o limite para o Brasil e para o Povo?

Lula não disputou em 2014 porque não quis.

Agora, quer disputar em 2018 e os golpistas não querem deixar.

Não querem deixar o povo decidir.

Estão com medo do Povo.

Por que a Alemanha pode ter Democracia e o Brasil, não pode?

sábado, 23 de setembro de 2017

A primavera chegou!!!!

Apesar do cálor, as flores estão chegando...

Vejam alguns exemplos.











Com o calor da primavera, as folhas e as flores do pé de Lágrimas de Cristo começam a brotar. Aos poucos ficarão lindas...

Já o pé de Jabuticaba começa a ficar carregado de flores. Logo logo teremos jabuticabas. Lindas jabuticabas.

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Petrobras quer desmoralizar funcionários

Diretoria da Petrobras quer destruir direitos dos funcionários

Segue resumo da proposta apresentada pela Direção da Petrobrás e subsidiárias a FUP - Federação Única dos Petroleiros em 21/09.
Principais pontos da proposta apresentada pela Petrobrás e subsidiárias:

• Reajuste salarial de 1,73% no salário básico e na RMNR

• 0% de reajuste para os Benefícios Educacionais

• Redução de 50% para as Horas Extras e dobradinhas (extra-turno)

• Redução do pagamento das horas da troca de turno. O pagamento será limitado a 15 minutos. Se o tempo for de até 10 minutos, não será mais remunerado.

• Fim do recebimento do auxílio almoço no contracheque. A empresa propõe a migração obrigatória para o Vale Refeição/Vale Alimentação

• O valor do Auxílio Almoço não será mais considerado no cálculo da Gratificação de Férias e do 13º

• Reajuste de 34% para a tabela de Grande Risco da AMS

• Fim da Gratificação de Campo Terrestre

• Fim do Adicional do Estado do Amazonas

• Fim do Benefício Farmácia, que será substituído por um programa de acesso limitado e com restrição de medicamentos

• Fim do Programa Jovem Universitário

• Implantação de uma nova modalidade de redução da jornada de trabalho do regime administrativo, de cinco para quatro dias semanais com redução de 20% da remuneração

• Redução da gratificação de férias, que passará a ser remunerada em 1/3. Os 2/3 restantes serão pagos em forma de abono

• Fim da promoção por antiguidade de Pleno para Sênior nos cargos de nível médio

• Alteração dos indicadores que compõem a metodologia do regramento para p...


Conforme declaração do Coordenador da FUP, José Maria Rangel,

os petroleiros estão abertos à negociação,
mas não podem aceitar os patamares que foram colocados,
ao propor mudanças estruturais para o Acordo,
que acabam com conquistas históricas e reduzem direitos.

E finalizou: “Quem quer paz, se prepara para a guerra”,

Fonte: FUP

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Menescal vai fazer 80 anos

No dia 25 de outubro...

Não é aniversariante em setembro, mas, por ser uma personalidade histórica da música brasileira, as comemorações começaram um mês antes. Merecidamente!

Apesar de o Estadão continuar um jornal reacionário e decadente, o Caderno 2 continua brilhante. Não sei se a Folha comeu bola ou deixou para publicar artigos mais tarde, mas o Estadão saiu na frente e está levando vantagem.

No Caderno 2 de hoje, na capa há um bom artigo de Júlio Maria, na página 6 há dois artigos interessantíssimos!

Continuação do artigo de Julio Maria -De volta aos dias de luz - outro de João Marcello Bôscoli.

Ontem, enquanto estava parado no trânsito de São Paulo, ouvi a entrevista de Menescal na Rádio Cultura. Uma preciosidade que precisa ser repetida várias vezes. Um astral maravilhoso, uma pessoa feliz e agradecida pelas homenagens.

Falar da Bossa Nova é falar do Brasil mais feliz que já tivemos. Onde você vá no mundo, você sempre ouvirá alguém tocando ou cantando Orfeu Negro, Garota de Ipanema, Wave e tantas outras músicas universais. E tudo começou no apartamento de Nara.

Nara no Japão tocando bossa nova com Menescal. Um disco simplesmente divino. Um cantinho, um violão...

Este Menescal realmente merece que o Brasil e o mundo cantem: Parabém para você...

Aniversariantes em Setembro

Muita gente especial

Talvez por terem sidos “produzidos” no período do Natal para Ano Novo, nove meses depois, no mês de setembro , há uma grande quantidade de aniversariantes.

Alguns aniversariantes são muito especiais por terem “partido” há pouco tempo.

Dom Paulo Evaristo Arns faz aniversário dia 14 de setembro. Como esquecê-lo?

Nelson Silva, nosso querido colega e amigo que viveu tantos com a gente. Também merece um destaque especial.

Augusto Campos fez aniversário dia 21. Pensei em telefonar para Lúcia mas fiquei inibido. Falar de Augusto sempre me comove. Ainda nesta semana eu dizia aos amigos que a única pessoa que sempre teve o povo e a classe trabalhadora como “a voz de Deus” foi Augusto. Ele sempre repetia: É preferível errar com o povo, do que acertar sem ele.

Meu sogro, imigrante japonês, também partiu num dia de setembro, dia 24. Um grande japonês que contribuiu muito com o Brasil.

Em setembro temos ainda dois irmãos que fazem aniversário e muitos colegas e amigos aniversariantes.
Não vou citar todos porque a lista ficaria muito longa, mas quero deixar um grande abraço para todos os aniversariantes do mês e pedir desculpas por não ter telefonado para todos.

E em setembro ainda temos a Primavera!

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

A crise chegou às Forças Armadas

Demorou mas chegou...

O silêncio que os militares vinham mantendo até agora, foi quebrado nesta semana.

O que motivou isto?

Já houve problemas com a Reforma da Previdência,

Já houve problemas com a reforma trabalhista,

Já houve problemas com os reajustes salariais,

E agora está tendo problemas com a apuração da corrupção no Brasil,

Mas tem muita gente achando que a crise piorou com a promessa dos tucanos e do governo federal em privatizar a Petrobras ou a BR Distribuidora.

Qual é o limite para os entreguistas mercenários?

Quanto custa a soberania nacional?

Para os tucanos, não custa nada, pelo contrário, eles ganham dando consultoria às multinacionais.

Já os militares, a grande maioria é de nacionalistas. E os nacionalistas defendem a Petrobras.

Agora, o último setor da sociedade que ainda não tinha entrado na disputa pelo poder nacional, os militares, entraram de alto e bom tom. Ou os governantes trabalham com seriedade e botam ordem na zona, ou os militares estarão prontos para garantir a governabilidade, a ordem e a segurança nacional.

Já deviam estar presentes antes.

O silêncio até aqui era um silêncio de consentimento com o golpe.

Voltamos a ter esperanças...

terça-feira, 19 de setembro de 2017

Parlamentarismo na Alemanha e no Brasil

Ângela Merkel ficará 16 anos no poder

No poder desde 2005, Angela Merkel deverá ganhar as próximas eleições deste domingo, dia 24, completando assim 16 anos de poder. Merkel coordena a União Europeia, com 19 países e com crescimento econômico e desemprego em baixa.

Por que com o parlamentarismo na Alemanha, Angela Merkel pode ficar 16 anos no poder e, no Brasil e demais países da América do Sul, o presidente não pode ficar tanto tempo no governo?

Enquanto que na Europa quase todos os países são parlamentaristas; nas Américas, quase todos os países são presidencialistas. Fruto da influência do sistema eleitoral dos Estados Unidos.

Qual sistema é melhor?

Eu sempre defendi que o sistema parlamentarista é melhor do que o presidencialista.

O parlamentarismo pressupõe que, necessariamente, quem tiver maioria no Congresso governe, isto é, quem não conseguir maioria no legislativo “não governa”. Obrigando as partes a se comporem para obter maioria ou então sendo convocadas novas eleições parlamentares.
Já no presidencialismo, o presidente eleito nem sempre tem maioria no Congresso.

Os casos mais gritantes no Brasil são os governos de Collor, de Fernando Henrique, Lula e Dilma.
Nenhum deles teve maioria no Congresso.
Todos compuseram com o PMDB e outros partidos conservadores e até mesmo fisiológicos, para não chamar de partidos corruptos... TODOS!

O povo precisa eleger Pessoas comprometidas com Programas.

E os eleitos devem executar os programas que se comprometeram. Ao ter que implementar os programas eleitorais, tanto o país ganha como todos aprendem a praticar a democracia.

Tem gente que diz que, no parlamentarismo, o povo não elege o presidente ou primeiro-ministro, mas, para os parlamentaristas, a governabilidade para implementar os programas é mais importante do que eleger um presidente de esquerda e ter que governar para a direita, ou vice-versa.

A prova de que o parlamentarismo é melhor aparece nitidamente no modelo alemão, enquanto que no presidencialismo, a experiência brasileira mostra casos de traição onde os eleitos por um programa social, derrubam a presidente e passam a implementar um governo neoliberal, entreguista e que vende a soberania nacional.

No parlamentarismo, quando se tira o presidente ou primeiro-ministro, o congresso, através da maioria, pode indicar um novo executivo, seja homem ou mulher.

E a vida continua,
sem grandes desgastes econômicos, sociais e políticos.

Precisamos ter coragem de experimentar.
A sociedade aceita o erro, o que não aceita é a omissão.